Por que meu registro de marca foi indeferido?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Entenda as causas, quando você deve recorrer e saiba como evitar que isso aconteça! 

O processo de registro de marca no INPI passa por várias fases e leva um certo tempo para ser concluído. Em todos os processos, o Instituto faz uma análise individual da marca e decide se ela poderá ou não ser registrada. 

Quando essa análise é positiva, a marca pode ser registrada. Por outro lado, quando o INPI identifica algum impedimento previsto pela lei, o pedido é indeferido. Basicamente, existem alguns motivos para ter um pedido de registro de marca indeferido, negado, pelo INPI: 

  1. O pedido não está de acordo com as normas da legislação da Propriedade Industrial (LPI – Lei nº 9.279/96);
  2. A interpretação do examinador do INPI constata que existe no banco de dados da instituição uma marca de produto ou serviço similar ou igual a sua. É importante destacar que o examinador só considerará colidência (semelhança) quando duas marcas estiverem em categoria parecida ou igual. 

Como eu posso evitar que minha marca seja indeferida? 

– Verificando a validade da marca que indeferiu: Caso o indeferimento seja porque sua marca é igual ou semelhante a outra existente, verifique a validade da marca que indeferiu seu pedido. Isto é, se ela possui capacidade de se manter ativa; 

– Verificando se a marca que indeferiu está ativa: Ainda sobre a alternativa acima, é possível que a marca que indeferiu seu pedido de registro não esteja em uso. Sendo assim, é possível solicitar a caducidade da marca, ou seja, pedir que a marca registrada perca seu registro; 

– Restringindo atividades: Se as marcas são semelhantes e atuam no mesmo segmento, pode-se verificar se a restrição de atividades é aceitável. Isto é, limitar atividades dentro do segmento que possa diferenciar da outra marca já registrada; 

– Argumentando o uso de nome genérico, identificado apenas como logotipo: Se a sua marca possui nome genérico, como “Calçados”, “Pizzaria”, “Sorveteria”, por exemplo, é possível explicar o porquê tal nome genérico distingue dos demais.

Entretanto, isso só é válido para logotipo, no caso do consumidor identificar sua marca dessa forma, e não apenas pelo nome comum. 

Quando devo recorrer caso minha marca seja indeferida? 

Quando isso ocorre é possível agir na tentativa de reverter tal cenário. E, para isso, é preciso ficar atento pois a contagem do prazo para a apresentação do recurso começa a contar a partir do momento em que é publicada a decisão de indeferimento do pedido. O prazo para recorrer é de 60 dias. 

Interposto o recurso, será realizada uma nova análise do pedido e os documentos anexados ao processo. Caso o indeferimento do pedido de registro da marca seja mantido, o pedido é arquivado. Se o registro de marca for aceito, o requerente tem um prazo de 60 dias para pagar a taxa relativa ao primeiro decênio. Quando se obtém o certificado de registro, a marca estará protegida por um período de 10 anos, que poderá ser renovado sucessivamente

Comente

Veja também